domingo, 1 de março de 2009

Onde cabe o amor

Por Samarone Lima

Cabe num pires o amor
Não na xícara, no açucar,
na colherinha.

Cabe num pires o amor.

No pires que guarda as sobras,
que fica com as manchas
que aguenta pancadas em silêncio.

Cabe num pires o amor.

No pires que guarda as sobras,
as manchas
que aguarda em silêncio.

Cabo, 11.02.2009

2 Comentários:

Às segunda-feira, março 02, 2009 , Blogger Magna Santos disse...

Quando eu era criança, assistia curiosa a uma tia beber café no pires, nunca na xícara; ela nunca também ficava adoçando o café ou o remexendo com a colher para esfriar. Bebia-o direto do pires. Assim que pude resolvi experimentar. Adorei a experiência. O pires deixa o café na temperatura certa para o deguste. Nem muito quente nem tampouco frio. Na temperatura exata para molhar a língua e acariciar a garganta sedenta.
É...talvez seja isso: o amor cabe mesmo em um pires.
Beijo.
Magna

 
Às quinta-feira, março 05, 2009 , Blogger Thaís Nóbrega disse...

sabe que eu fico com peso na consciência toda vez que te cobro a atualização daqui, né?
só que isso só dura algum tempinho - o tempo que leva até eu entrar aqui e perceber que tem coisa nova.
aí, essa sensação vai embora toda, porque é tão bom ler o que tá escrito, que a vergonha pela pressão passa que a gente nem sente! haha

lindo, sama!

e o livro, quando sai? beijo!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial