domingo, 9 de março de 2008

Poética

Outro dia
errei o endereço
de uma carta
endereçada a mim.

Fiz um minuto de silêncio
em respeito aos meus vivos.

Por falta de hábito
abandoneio o guarda-chuva
mas caíam lágrimas
aos cântaros

Continuo com medo de altura
embora a vertigem do vôo
insista em me calcinar.

Cabo de Santo Agostinho, março de 2008

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial