quinta-feira, 9 de agosto de 2007

A noite me pegou para um sorriso

A noite me pegou para um sorriso

Andamos de mãos dadas
face a face

Um coração amarrado às pedras
logo resvalou
em todas as minhas lembranças.

Depois dormi
sonhei que era uma rua imensa
bordada pelas mãos
de quem me achou.

1 Comentários:

Às quinta-feira, agosto 09, 2007 , Blogger Tenille disse...

são tantas ruas, tantas mãos,
todos os descaminhos...

outro poema belíssimo.

(dia 22 eu queria ver o potiguar lançar seu livro de poesia, pena que Brasília não é Feira de Santana).

...

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial