sexta-feira, 27 de julho de 2007

Anotações - II

Formigas acomodadas
são o prenúncio de que o terremoto
será tênue, quase um segredo
e só morrerão as lembranças

Relógios sem ponteiros
cansam o tempo como o quê

As melhores discussões
são à luz de lanternas sem pilhas

Ontem conheci um carteiro
que entregou a primeira carta de verdade
ele tinha escrito para a namorada
que é sua vizinha
ela não estava,
voltou ao remetente

Depois, um cientista apresentou
um espinho que não fere
numa flor que ele mesmo criou
para ser feliz

Há papéis que nunca voam
que colam ao chão, com medo da queda
certos incêndios sem fumaça
matam a esperança

Há estetoscópios para a solidão
mariposas maltratadas
felicidades sem soluços

Há tudo no mundo
mas faltam palavras
para achá-las.

1 Comentários:

Às sábado, agosto 04, 2007 , Anonymous Anônimo disse...

relógios sem ponteiros, cansam o tempo com o quê...
sempre senti essa metáfora na alma...ela nunca ousou ser libertada com tamanha maestria...
Obg! Lisa

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial