terça-feira, 4 de julho de 2006

Relativos

Por Samarone Lima

Nem sempre as palavras falam
O silêncio às vezes
é uma navalha

Os olhos abertos nem sempre
acham

Fechados, nem sempre sonham
nem sempre calam

Muitas vezes as palavras falham

O silêncio é tantas vezes a simples muralha

Os olhos abertos nem sempre vêem
são sempre os vesgos
que reparam

3 Comentários:

Às quinta-feira, julho 13, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

Palavras, nem sempre expressão da alma... algumas vezes reflexo de sofrimento , outras, finalização do pensamento.
Olhar, nem sempre espelhos da alma... algumas vezes prefacio do encantamento, outras, paralelas dos sentimentos.

 
Às quinta-feira, abril 26, 2007 , Anonymous Anônimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP »

 
Às domingo, novembro 22, 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Bonjorno, quemerospoemas.blogspot.com!
[url=http://viagragent.pun.pl/ ]Compra viagra in Italia[/url] [url=http://cialishols.pun.pl/ ]Comprare cialis in Italia[/url] [url=http://viagratetb.pun.pl/ ]Acquisto viagra [/url] [url=http://cialisiall.pun.pl/ ]Acquistare cialis online[/url] [url=http://viagraradj.pun.pl/ ]Compra viagra in Italia[/url] [url=http://cialisantr.pun.pl/ ]Comprare cialis generico[/url]

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial