sábado, 31 de dezembro de 2005

Aos calcanhares

Samarone Lima

Não acorrentarei o amor aos calcanhares
A ponto de não poder andar
Para dentro de ti

Caminhemos,
Caminhemos para além
De todo o aço da certeza

Haveremos de ser felizes
Com alguma delicadeza

Haveremos de ser felizes
Mesmo com nossos calcanhares
de Aquiles

3 Comentários:

Às domingo, janeiro 01, 2006 , Anonymous fabiana disse...

haveremos?!

 
Às quinta-feira, fevereiro 09, 2006 , Anonymous Anônimo disse...

To adorando seus poemas. bjs. Tânia

 
Às segunda-feira, julho 05, 2010 , Blogger Arsenio disse...

Aqui uma salutar influência (ainda que impensada) Leminskiana e o velho "sabor de saber-se ilimitado" ante a leitura de tais poemas.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial