sábado, 17 de dezembro de 2005

Olhares

Samarone Lima

Vi uma flor no chão
E peguei para ti

Vi um sorriso
Escondido na lacerada manhã
E guardei para a festa

Vi minhas mãos suspensas
No bico de um pássaro
E silenciei para teu olhar

Vi qualquer coisa de incerto
Qualquer coisa de humano
Neste banco de praça
Branco e calmo.

E vi uma flor imóvel
Calada,
Rezando pela vida

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial